Numa roda de conversa on line, que moderei em um grupo de RH, eu questionei esta situação:

Acompanhei a mudança da área de DP para RH, nas empresas, há 30 anos atrás e participei ativamente na implantação desta área numa empresa de grande porte. Pude perceber a valorização e o orgulho que o CEO tinha de estar criando esta área estratégica. Tanto que nos reportávamos diretamente a ele, pois foi uma mudança enorme de cultura.

Neste ano de 2020 tivemos este grande caos aonde o RH foi o ponto de equilíbrio nas Organizações. O RH foi de extrema importância para a continuidade das ações das empresas. Cuidou das pessoas, dos lutos, dos processos, dos procedimentos legais, da saúde emocional das equipes internas, etc.

Eram vários pratos para serem equilibrados ao mesmo tempo.

Fora os pratos da vida destes profissionais de RH, que precisavam ser readequados em suas casas, também.

Mas para meu espanto, não vi em muitas empresas este reconhecimento e valorização destes profissionais.

E aí fiquei me perguntando.

O que aconteceu nestes 30 anos em que nossa área ainda não é valorizada por 100% das empresas? 

Onde falhamos? Por que não nos valorizam, apesar de sermos as gestoras de todas as situações importantes que acontecem nas Organizações?

Vejo hoje um grande número de profissionais altamente qualificados e disponíveis no mercado.

Por que as empresas optaram em reduzir a área de RH, neste momento em que ele está sendo tão importante para administrar este caos atual?

O que aconteceu?

Deixo aqui o meu questionamento, para pensarmos juntos: por que ainda muitas empresas não valorizam, pagando salários baixos e empregando profissionais juniores para realizarem responsabilidades de profissionais seniores?

Infelizmente precisamos repensar os motivos pelos quais estão sendo dispensados num momento crítico, bem como sendo remunerados com salários incompatíveis com suas responsabilidades e com sua qualificação 

O momento exige reflexão e união de todos nós.

 

Helena Monteiro

Sócia Diretora da IMPARH Assessoria